Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A mãe imperfeita

Uma mãe imperfeita, cansada e desarranjada, que veste o puto na Zippy e na Primark e lhe dá Papa Cerelac ao lanche. Às vezes, quando se porta bem, ganha uma bolacha Maria.

15
Abr18

É todo um novo nível

Life Coach.png

 

Quando a gente acha que a parvoíce já atingiu o seu expoente máximo aparece sempre alguma coisa ou alguém para nos provar que, não senhora, há sempre todo um outro patamar que pode ser atingido. Hoje uma amiga mandou-me o link desta página, atribuída a um pretenso Life Coach, e cravadinha de merda de uma ponta à outra. Vasculhei aquilo tudo à procura do local onde iria encontrar uma notificação de que aquela página era humorística, a questão é que não encontrei. Posto isto nem sei bem o que hei-de pensar, estou baralhada. Enquanto penso e não penso decidi assumir que era real e responder ao texto mais parvo de todos, parágrafo por parágrafo. Suponho que não seja preciso referir mas os parágrafos a itálico são os do texto original, a minha resposta vem a negrito. Que Deus nos ajude.

 

 

"Segundo os estudos mais recentes, as vacinas criam autistas. Temos de proteger as crianças. O amor já tem componentes químicos suficientes para imunizar os nossos filhos. As pessoas esquecem-se do mais importante: estar perto dos filhos. E estar perto é cuidar, brincar, amar. É estar informado e, para isso, não injetar veneno que pode transformar as nossas crianças em seres autistas."

 

Olá senhor Life Coach (nem sabia que esta cagada era uma profissão mas isto já se sabe, é viver e aprender), gostava de começar esta conversa com uma questão simples: o senhor, por acaso, é o filho do Gustavo Santos? Sei que em termos biológicos o filho do referido deve ter pouco mais que um ano mas, com o amor todo que recebe, pode ter amadurecido muito depressa (repare que maduro e inteligente não são necessariamente sinónimos). Parece-me que li algures que o nome do menino era Salvador. Diga-me então, é você? É que se for fica tudo explicado e a conversa acaba já aqui, escusamos de levar isto adiante…

 

"Para quem diz que os pais não vacinam porque não estão informados é porque nunca sentiu o amor paternal. Um pai e uma mãe querem o melhor para os seus filhos e, naturalmente, nunca iriam colocar em perigo a sua saúde. Se optam por não vacinar é porque estão informados e não seguem o que o Estado, em conluio com a multimilionária indústria farmacêutica, quer impor. Os filhos não podem ser cobaias, não devem ser os certificados de aforro do dinheiro cego da indústria química. E, para isso, devem ser protegidos, devem estar abrigados, devem estar escondidos de quem não os ama."

 

Cá a ver como é que lhe hei-de explicar isto… Os pais que amam pouco os filhos ficam loucos só de pensar em ter os putos doentes. Até uma simples gastroenterite tira os pais da rota, imagine lá então uma tosse convulsa, um sarampo ou uma rubéola. É por isso que, pressionados pelo pânico provocado por essa falta de amor, levam os putos às vacinas, transformando-os na cobaia número três biliões de vacinas que, ninguém sabe como, conseguiram erradicar doenças. O senhor Life Coach não acha estranho que doenças como a poliomielite tenham desaparecido completamente? Ah, espere, demos cabo dessa mais arranjámos mais meia-dúzia delas, não foi? Sendo assim, para seguir o seu conselho e esconder os meus filhos de quem não os ama, já tenho o meu marido de pá no quintal a cavar uma espécie de bunker para enfiar os putos. Ficam ali escondidos, das pessoas, das vacinas e do mundo e pode ser que a doença não os apanhe, quero dizer, sem luz do sol é capaz de aparecer o raquitismo mas, como nós dois sabemos, nada que uma boa dose de amor não cure. =)

 

"A realidade é que se trata de uma verdade que está a ganhar maior eco e isso deve-se a algumas figuras públicas ligadas ao mundo da arte. Aqui reside a nossa maior força. Em quem acreditam? Em estrelas de cinema que têm tempo livre para procurar a melhor alternativa para os nossos filhos ou em "cientistas" e médicos que estão a mando (e no bolso) da indústria das vacinas? Há claramente uns que não têm nada a ganhar com isto: as estrelas de cinema. Ouvindo-as, quem ganha claramente são os nossos filhos."

 

Aqui em Portugal ainda não temos assim nenhum famosos a dar a cara pelo movimento anti-vacinas, pois não? Eu cá gostava de sugerir que o senhor Life Coach fizesse uma parceria com uma figura pública idónea, inteligente e bem paga. Posso dar uma dica? Convide, por exemplo, um ex-concorrente da casa dos segredos. Todos sabemos que são pessoas bem informadas, cultas e, com o que ganham em presenças em discotecas azeiteiras, não precisam do dinheiro sujo da indústria farmacêutica para nada. Pense nisto com carinho, sim?

 

"Como é que sobrevivemos milhares de milhões de anos, em diferentes planetas, sem vacinas? Simples. Sobrevivemos unidos pela matéria de energia que nos envolve: a Humanidade e a aura cósmica. Injetar a falsa imunidade é retirar-nos o escudo protetor que a energia cósmica criou para todos nós: homens, animais e plantas. Não ter escudo protetor é estar à mercê da pior das doenças, cancro, varicela ou o olhar acusador do filho a quem o pai não conseguiu proteger."

 

É nesta parte que começo a acreditar que a sua página, afinal, é humorística. E quase que suspiro de alívio. Já podia ter dito que estava a brincar, não era preciso chegar à parte de ter que fazer a piada óbvia com a nossa sobrevivência em diferentes planetas. Ou isso ou o senhor Life Coach se calhar veio mesmo de outro planeta e, nesse caso, voltamos à casa de partida: não diga mais nada que está tudo explicado (espere, tudo, tudo também não que ainda me resta uma dúvida: esse escudo protector de que fala resiste à kryptonite?).

 

Com todo o meu amor,

 

Carmen

 

Se tiverem curiosidade visitem a página em questão aqui: https://www.facebook.com/SalvadorLifeCoach/?hc_ref=ARS-i0Q2bZSSEW4ygMGF4sNSjyX6gtgjaZ7Br9eSrxLTJUnEWjfpDLjxtuPXhtG6p5I Depois digam-me se acharam que é uma piadinha ou temos mesmo que começar a impedir os nossos filhos de sorrirem para estranhos.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D