Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A mãe imperfeita

Porque a maternidade é difícil. E as mães precisam de rir.

A mãe imperfeita

Porque a maternidade é difícil. E as mães precisam de rir.

24
Fev19

Este é o Jornal Imperfeito

 

 

Em noite de Óscares apetece-me transformar o blogue numa espécie de Hollywood e começar a distribuir estatuetas douradas às notícias da semana. 

 

 

Vencedor na categoria "O divórcio fica-te tão bem"

 

Mulher emagrece.png

 

Toda a gente sabe que as mulheres, depois do período de desgosto inicial, tendem a começar a cuidar mais de si mesmas após passarem por um divórcio. Há quem se inscreva no ginásio, quem vá mais vezes ao cabeleireiro, quem se comece a preocupar com a roupa que usa... E depois temos a vencedora desta categoria que, não tendo feito nenhuma dessas coisas, deixou de enfardar os restos que o marido, estafeta num restaurante chinês local, todas as noites carregava para casa. E parece que a vida dela nunca mais foi a mesma desde que deixou de começar o dia com três pães de cebola e dois crepezinhos. Foi isso e a falta das hóstias de camarão para matar os ratitos que sentia a meio do dia. Aposto que até chorou lágrimas de sangue no primeiro dia em que lhe bateu a fome a meio da manhã e teve que se contentar com uma daquelas bolachas de milho que mais parecem esferovite. 

 

 

 

Vencedor na categoria "A família é tudo para mim"

 

Olhem amigas, esta foi difícil que a votação esteve renhida. O nosso Primeiro-ministro deu uma luta forte com aquela teia de relações familiares no governo mas, na verdade, acaba por vencer com justiça o Sr. Mocinha (até a designação é contraditória), presidente da Câmara Municipal de Elvas.

 

Câmara de Elvas.png

 

Parece que dos 82 funcionários que meteu de rajada na Câmara (que, por acaso, tem mais técnicos superiores do que os filhos do D. Duarte têm nomes próprios) 27 são familiares seus. Se esta merda não é amor à família então eu não sei nada do mundo. António Costa que seja humilde e que meta aqui os olhinhos porque esta é a prova que no caminho do nepotismo ele ainda tem muitos passos para dar. Com ou sem sapatinhos Chicco.

 

 

 

Vencedor na categoria "O mundo precisa é de juventude"

 

trigémeos.png

 

 

Confesso que esta categoria sofreu uma reviravolta de última hora porque já tinha decidido que a vencedora ia ser a senhora da imagem acima quando, por acaso, encontrei esta notícia:

 

 

7 filhos.png

 

Sete. S-E-T-E. 7. Siete. Seven. Foda-se. A pessoa pariu sete bebés. E fiquem sabendo que estava a tomar a pílula quando engravidou. E que já tinha três filhos mais velhos. Porra, eu juro que nem consigo imaginar o que é que uma pessoa sente quando o obstetra, com aquela sonda assassina metida no pipi, começa com a conversa do "tenho uma notícia para lhe dar... Não é só um bebé, sabe? Por acaso nem são só dois, nem três, nem quatro... Olhe vou abreviar esta merda e dizer já o resultado final. São sete coraçõezinhos a bater aqui. Que grande alegria, ãh?". A pessoa no mínimo desmaia e no máximo falece caraças.

 

(Se por acaso são obstetras e estão a ler este jornal, façam o favor de nunca dar este tipo de notícias sem terem previamente chamado ao consultório uma equipa do INEM ou de ter a grávida monitorizada com um desfibrilhador automático externo.)

 

 

 

Vencedor na categoria "Maturidade"

 

 

piloto aborrecido.png

 

Amigas, um homem é sempre um homem seja piloto de avião ou repositor no Mini Preço. Esta notícia é a prova de que não vale a pena alimentar fantasias porque no fundo, com ou sem farda, eles coçam todos os tintins quando pensam que ninguém está a olhar.

 

 

 

Vencedor na categoria "reutilizar é o que está a dar"

 

perna amputada mala.png

 

Nem Hannibal Lecter faria melhor.

 

 

 

Pronto amigas, agora vamos esperar pelos Óscares a sério. Em princípio não vai ganhar nenhum filme daqueles que a gente tem visto no Canal Panda mas, assim como assim, o que nos interessa mesmo são o vestidos. Se houver daqueles mesmo, mesmo bons, sou rapariga para falar sobre isso.