Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A mãe imperfeita

Porque a maternidade é difícil. E as mães precisam de rir.

A mãe imperfeita

Porque a maternidade é difícil. E as mães precisam de rir.

20
Jan20

Grupos de mães no Facebook #83

 

dinheiro.jpg

 

 

Depois de uns últimos dias em que os grupos de mães só serviram para me arreliar (raios partam a mania das pessoas os usarem como se fossem uma filial certificada do SNS24), cá estamos de volta para aquilo que realmente interessa: rir com as questões mais surreais por lá encontradas durante a última semana.

 

 

1. Mamãs, teste da epidural, quem fez? E de quantas semanas? Tenho ouvido casos de mães que vão para a parto e sofrem horas à espera do resultado desse exame. A mim ainda ninguém o pediu...

 

Não fiques preocupada. É que esse teste só é pedido quando as contracções já são de tal ordem que pensas que te vais partir pelo meio ali na zona dos rins. A parte boa é que é simples de fazer... Basicamente o anestesista espeta-te uma agulha ali nos fundilhos da espinha e injecta para lá um remédio. Depois é das duas uma: ou aquilo faz efeito e tu acabas a parir para o melhorzinho (passas no teste) ou aquilo não faz efeito nenhum e tu acabas a implorar ao senhor de verde que te enfie uma anestesia geral no bucho (chumbas no teste).

 

[Nota: também podes ser grande loba e gostar de parir ao natural. Nesse caso avisa que dispensas o teste e que fazes antes a cadeira por equivalência à frequência.]

 

 

 

 

2. Já alguém teve infecção urinária na gravidez? Eu acho que tenho. Até já deitei um sangue arrozado hoje de manhã...

 

Adoro pessoas assim chiques que usam estes eufemismos em vez de chamarem logo as coisas pelos nomes. Até parece que não sabemos todas que sangue arrozado = cabidela.

 

 

 

 

3. Mães, o que faço para acabar com o chulé do namorido. É demais... Debaixo da colcha parece que mataram um rato.

 

Hannibal Lecter.jpg

 

 

(Agora a sério, compra na farmácia escamas de ácido bórico e mete-lhe dentro dos sapatos. Conselho de quem tem uns pézinhos que nunca cheiraram a rosas.)

 

 

 

 

4. Meninas, preciso urgentemente de desabafar. Tenho uma filha de 17 anos e o meu marido não é pai dela. Percebo que ultimamente ele fica dando umas olhadas para ela e estou seriamente a pensar em mandá-la embora de casa. Estou com muitos ciúmes e não consigo viver sem ele... Amo muito ele, o que faço?

 

Várias hipóteses:

a. Bates com a tua cabeça contra a parede, com força mesmo, até sentires que o teu córtex pré-frontal voltou a funcionar;

b. Arrancas os olhos do ordinário do teu marido com um garfo. Como bónus ficas com a certeza que ele nunca mais olha para a miúda;

c. Fazes como Romeu e Julieta e divides com ele um frasquinho de veneno de cicuta. Parece-me uma forma gloriosa de eternizar tão bonito amor.

 

É escolher.

 

 

 

 

5. Mamães estou esperando uma menininha, me ajudem a fazer a junção de Sirius e Vanilda.

 

SIDA. Essa merda dá SIDA.

E a criança vai passar a vida inteira a ser vítima de bullying com piadas parvas sobre como os pais deviam ter usado preservativo.

 

(P.S. O pai da tua filha tem mesmo o nome do padrinho do Harry Potter que esteve prisioneiro em Azkaban? ADOROOOOO.)

 

 

 

 

6. Bom dia. Há pouco acordei toda suada e com cheiro de febre...

 

cheiro febre.png

 

 

 

 

 

7. Meninas, ajudem por favor. Hoje descobri que a minha melhor amiga tem relações com o meu namorado por dinheiro. Estou a pensar contar para o namorado dela porque se ela precisa de dinheiro do meu é porque o dela não lhe dá suficiente, não é?

 

Chega-te aqui à Imperfeita

Enquanto como uma peça de fruta

E te digo já assim de primeira

Que a tua amiga é muito piiiiiiiiiiiiiii.

 

E esse teu namorado playboy

Pouco melhor muito obrigada

Devia nascer-lhe uma nespreira no rabo

E ficar por lá encravada.

 

E esquece já essa ideia parva

De ires ter com o namorado dela

Pedires para lhe aumentar a mesada

E facilitares a vida à cadela.

 

É que de uma maneira ou de outra

Para vocês está tudo estragado

Então deixa que a outra se desvalorize

E baixe o preço de mercado.

 

Pensa que cedo ou tarde Deus castiga

E interesseiras como a tua amiga

Acabam casadas com velhos oleosos

De pilinha embutida na barriga.

 

Um dia ela vai estar acabada

E quando perceber que não foi assim tão astuta

Tu vais sambar-lhe na cara e dizer

"olha para mim toda enxuta".

 

#pobrezinhasmashonradas

 

 

 

 

* Imagens retiradas do Google

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.