Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A mãe imperfeita

Porque a maternidade é difícil. E as mães precisam de rir.

A mãe imperfeita

Porque a maternidade é difícil. E as mães precisam de rir.

05
Dez19

O Desfralde

[# TINHAM SAUDADES DE UM BOCADINHO DE CIÊNCIA?]

 

desfralde.jpg

(Imagem retirada do Google)

 

Pois que primeiro é a data em que aparece o primeiro dente. Depois, sorrateiramente, a data das primeiras palavras ou, em alguns caso, a data dos primeiros passinhos. Tudo é medido, comentado e comparado nesta coisa da maternidade. Inclusivamente o desfralde.

 

Por aqui temos um Pedro com três anos que ainda usa fraldas de noite e de dia. Uma escandaleira, portanto. A questão é que, no Verão, tentámos iniciar o desfralde e decidimos vestir-lhe umas cuequinhas. Fez chichi, molhou-se a primeira vez, e sabem o que aconteceu a seguir? Retenção urinária. Enquanto tinha as cuecas vestidas não fazia uma gota de chichi mesmo que o sentássemos na sanita ou no bacio. Só voltava a urinar quando colocávamos a fralda. Um dia foram dezasseis horas sem chichi. Tinha passado uma semana do início do desfralde mas, nesse mesmo dia, o desfralde acabou. E porquê? Porque o Pedro, claramente, não estava preparado para ele.

 

A ciência diz-nos hoje que, apesar de vivermos no século XXI, as expectativas dos pais em relação ao desfralde continuam a ser pouco realistas: segundo um estudo Americano, 70% das mães acredita que perto dos 18 meses as crianças estão preparadas para deixar as fraldas. Acontece que, se isto é verdade para uma minoria, é mentira para a esmagadora maioria. E sabem o que é que expectativas irreais provocam? Frustração, castigos e excesso de estimulação que, muitas vezes, descambam em situações de incontinência urinária, enurese, infecções urinárias recorrentes e obstipação que pode, em alguns casos, evoluir para quadros graves.

 

O mesmo estudo que referi acima indica que 53% dos pais iniciou o desfralde tendo em conta apenas a idade cronológica das crianças e isto é absolutamente errado. Não havendo receitas ideais na maternidade, parece mais ou menos consensual aguardar-se que a própria criança demonstre interesse para começar o treino “do bacio”. Esperar que as crianças tenham habilidade psicossocial para começar é meio caminho andado para o sucesso. A nós, pais, cabe-nos ser flexíveis e tentar minimizar a ansiedade dos nossos filhos. Isso e não nos esquecermos que eles aprendem essencialmente por imitação.

 

Outro estudo, de 2004, refere que, aos 24 meses, apenas 24.1% das crianças conseguem um controlo diário que lhes permite não necessitar de fralda. Então, sabem o que vos digo? Não se deixem pressionar nem pressionem os vossos filhos.

 

Mostrem-lhes a sanita e o bacio, expliquem, mas deixem que sejam eles a comandar o processo de desfralde e que o façam ao ritmo deles. Os castigos e “ofensas” nos descuidos (ex. “és uma bebé”) estão desaconselhados. Ah, da mesma forma há alturas da vida das crianças como, por exemplo, a chegada de um irmão, que não são ideais para este tipo de mudança.

 

O desfralde é um processo importante mas não existe uma idade obrigatória. A ciência diz-nos ser suposto que, salvo patologia que o impeça, as crianças atinjam controlo total de esfíncteres até cerca dos 4.5 anos. Então podemos ir com calma, certo?

 

E aos que nos pressionam para desfraldar os nossos filhos, podemos sempre tentar pressionar também para que, para variar, usem um bocadinho o próprio cérebro.

 

 

 

Um bom artigo sobre isto:

MOTA, Denise M.  and  BARROS, Aluisio J. D.. Toilet training: methods, parental expectations and associated dysfunctions. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2008, vol.84, n.1 [cited  2019-12-05], pp.9-17. Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572008000100004&lng=en&nrm=iso>. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1751.

 

Outros artigos úteis:

Polaha J, Warzak WJ, Dittmer-Mcmahon K. Toilet training in primary care: current practice and recommendations from behavioral pediatrics. J Dev Behav Pediatr. 2002;23:424-9. 

Schmitt BD. Toilet training: Getting it right the first time. Contemp Pediatr. 2004;21:105-22.

Blum NJ, Taubman B, Nemeth N. Why is toilet training occurring at older ages? A study of factors associated with later training. J Pediatr. 2004;145:107-11.        

Fleisher DR. Understanding toilet training difficulties. Pediatrics. 2004;113:1809-10

Caldwell P, Edgar D, Hodson E, Craig J. Bedwetting and toileting problems in children. MJA Practice Essentials-Paediatrics. 2005;182:190-5.

Shaikh N. Time to get on the potty: Are constipation and stool toileting refusal causing delayed toilet training? J Pediatr. 2004;145:12-3. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.